“Bichos pra ver, tocar e aprender!” coloca coleção da SAE ao alcance do público

Mostra leva acervo para o Parque da Quinta da Boa Vista e busca trazer reflexões sobre o meio ambiente no aniversário do Museu Nacional

O Museu Nacional possui o maior acervo de primatas neotropicais do continente.

O Museu Nacional possui o maior acervo de primatas neotropicais do continente.

Com a revolução industrial e o crescimento da população mundial surgiram os impactos ambientais, e com eles, a preocupação com o meio ambiente e a escassez dos recursos naturais. Uma da consequências da expansão e urbanização das sociedades, foi a poluição e degradação de florestas, mares e rios, que prejudica parte significativa da biodiversidade e da vida na Terra, fazendo dos temas ambientais e de sustentabilidade, discussões estratégicas e urgentes.

Na comemoração dos 196 anos do Museu Nacional, dias 22, 23 e 24 das 10 às 16 horas, quem estiver nos jardins do Parque da Quinta da Boa Vista será presenteado com a mostra “Bichos pra ver, tocar e aprender”, que levará ao público a coleção didática e científica da SAE. A atividade pretende despertar e estimular no visitante a consciência ambiental para valorização e preservação da biodiversidade no planeta, colocando ao alcance de todos a multiplicidade da nossa rica fauna.

A exposição de material zoológico da coleção da SAE proporciona a crianças, jovens e adultos, possibilidade de verem de perto animais de diferentes espécies e seus ricos detalhes. Alguns itens da coleção poderão ser tocados, o que favorecerá o contato de diferentes públicos e possibilitará que pessoas com necessidades especiais também usufruam do acervo exposto.  A realização de mostra da coleção científica da SAE no Parque da Quinta da Boa Vista tem o intuito de reforçar conexões existentes e criar a partir do primeiro contato, interesse pelo Museu naqueles que não frequentam.

A Seção de Assistência ao Ensino do Museu Nacional/UFRJ tem política permanente de promoção ao acesso amplo e democrático às ciências naturais por meio de empréstimos a escolas e outras instituições de ensino, permitindo assim que o conhecimento científico circule nas comunidades que tem pouco ou nenhum acesso a museus de ciência. Uma coleção acessível que permite o manuseio torna atrativo o ensino, favorece a aprendizagem e estimula a informação científica fazendo-a circular em diversos setores da sociedade.  

 Atendimento para coleção didática

O empréstimo é feito tanto à pessoa física quanto jurídica, mediante o preenchimento de uma guia de empréstimo e da entrega de cópias de documentação e tem prazo máximo de 7 (sete) dias corridos. Para conhecer a coleção e retirar material dirija-se à portaria do Museu Nacional e solicite o contato com a SAE. O atendimento ocorre de segunda a sexta-feira entre 9h30min e 11h30min e de 13h a 15h.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s